Redes Sociais:
Buscar por:

::Mais notícias::


Amyr Klink é homenageado com título de benemérito do Museu Nacional do Mar

Segunda, 03 de Julho de 2017
Em 1987, durante uma visita a São Francisco do Sul, o navegador Amyr Klink vislumbrou a ideia de um museu dedicado à rica diversidade das embarcações brasileiras. Exatos 30 anos depois, ele recebeu a homenagem com o título de benemérito do Museu Nacional do Mar, entregue na tarde desta segunda-feira (3), na sede da Fundação Catarinense de Cultura, em Florianópolis. Se a instituição é hoje uma realidade, deve-se ao “vislumbre” do maior navegador brasileiro da história contemporânea.
 
O título foi entregue pelo presidente da FCC, Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, como um reconhecimento ao trabalho e dedicação de Amyr para o desenvolvimento do Museu Nacional do Mar. Ele foi recebido também por representantes da Associação Amigos do Museu Nacional do Mar, da Prefeitura de São Francisco do Sul e do Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan) em Santa Catarina. “Estou feliz, não só pela homenagem, mas pela notícia de que o museu está retomando o seu caminho de importância. Entre tantas viagens que eu fiz, me tornei uma espécie ‘rato de museus’. Minha família participou de alguns projetos, como o Museu Vasa, em Estocolmo (Suécia), e com o passar dos anos eu descobri que o Brasil tem uma diversidade única em matéria de embarcações regionais e isso é um assunto pouco conhecido”, destacou Amyr.
 
O navegador se comprometeu também em levar novamente para São Francisco do Sul o barco I.A.T., com o qual ele fez a travessia do Atlântico Sul, em 1984. Atualmente, o Museu conta apenas com a réplica da embarcação. A idéia é trazer novamente o original e a réplica à exposição permanente na sala que leva o nome de Amyr e que passa por um processo de revitalização. O navegador aproveitou a ocasião para reforçar outro “vislumbre”: a construção de uma marina junto ao complexo do Museu, em São Francisco do Sul, como forma de “fomentar e alavancar a instituição, com potencial de negócio extremante virtuoso também para São Francisco do Sul e região”.
 
Idealizador do Museu Nacional do Mar e também benemérito, o arquiteto Dalmo Vieira, do Iphan/SC, fez um discurso emocionado ao amigo e navegador que com ele ajudou a tornar o projeto uma realidade nessas duas décadas. Ele destacou o atual momento de reaproximação entre a FCC e os agentes envolvidos na vida da instituição. “Mais do que o nobre gesto da homenagem, é a postura objetiva e concreta que a fundação vem tomando nesses últimos meses na recondução de um momento melhor para o museu”, disse Vieira.
 
Para o presidente da FCC, Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, o título de benemérito conferido a Amyr é um reconhecimento ao esforço do navegador que viu consolidar a sua idéia em uma realidade. Rodolfo ressaltou que as mudanças estão acontecendo e para melhor. Em julho, concluem-se as reformas no museu, com investimentos que superaram os R$ 400 mil, e que garantirão a abertura integral do complexo. “O que desejamos é reafirmar essa parceria histórica e tão importante entre o Museu Nacional do Mar e o Amyr Klink, que é fundamental para projetar a instituição como referência para o Estado de Santa Catarina, para o país e para a América Latina na área de embarcações”, disse o presidente da FCC que espera receber o navegador em São Francisco do Sul para a entrega da revitalização do museu.
 

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC