Redes Sociais:
Buscar por:

::Mais notícias::


Museu Histórico de Santa Catarina divulga selecionados para aulas de tango

Terça, 01 de Agosto de 2017
O Museu Histórico de Santa Catarina divulga a listagem dos selecionados por meio de sorteio público de vagas para as aulas do projeto Tango no Palácio. As aulas se iniciam na próxima segunda-feira (7), das 17h30 às 18h30. 
 
CASAIS
- Juliana da Silva do Nascimento e Gabriel Dário López Zamorra
- Andressa Ramos Siqueira Silva e Vinícius Paoliello
- Adriel Cerqueira e Emilly Aviz
- Carlos Moreira e Barbara Florez
- Fernanda Martins Reckziegel e Gabriel Victor Schutz
- Aglair e Renato
- Amanda Becker e Eduardo Neves
- Caroliny Laurindo Nascimento e André Rangel de Carvalho Oliveira
- Patrícia Beatriz Puechagut e Pedro Teixeira Vergasta da Silveira
- Marli Varela e Maximiliano Souza
 
FEMININO
- Rita de Cassia Dias 
- Isabel Cistina Beck
- Jamila Delavy Pires
- Letícia C. Pellin Manfra
- Florencia Pimentel
- Valéria Dias de Almeida
- Juliana C. Krause
- Francieli Pires de Souza
- Camila Latrova
- Rosangela Balbino da Silva
 
MASCULINO
- Marcelo Oliveira da Silva
- Bruno Henrique Nascimento Costa
- Edson Fernandes
- Clovis Fernandes dos Santos
- Lucas Matias de Amorim
- Felipe Penati Ferreira
- Thiago Guarnieiri Lisboa Pacheco
- Alexandre Moraes
- Eduardo Oliveira da Silva
- Inayan Silvano Silveira
 
Em caso de desistência ou duas faltas em um mês o aluno terá sua vaga suspensa e será acionada a lista de suplentes. As aulas serão ministradas pelo professor Carlos Peruzzo.
 
O objetivo do Projeto Tango no Palácio é aproximar o Tango a toda a comunidade, mostrando que é uma atividade que pode ser praticada por qualquer pessoa, independente da sua idade ou de ter experiência anterior com dança. É uma atividade integradora, inclusiva, que cria relações positivas e equilibradas, melhorando a qualidade de vida de todos seus praticantes. 
 
Sobre o professor 
 
Carlos Peruzzo é uruguaio, nascido em Motevidéu, e começou sua trajetória tanguera em 1990 na sua cidade natal, um dos berços do tango, quando ainda estudava Engenharia Civil na Universidade. Participou como dançarino em várias apresentações de dança e teatro, até sua vinda para o Brasil. Em 1995, chegou a Florianópolis para realizar Mestrado em Engenharia Civil na UFSC e conheceu o Centro de Dança Edson Nunes (CDEN), onde continuou aprimorando seus conhecimentos, estudando os outros ritmos da Dança de Salão. 
 
No ano de 1996, por convite do professor e dançarino Edson Nunes, iniciou-se como professor de tango no Centro de Dança Edson Nunes, formando assim a primeira turma de alunos de tango em Florianópolis. Desde então, tem sido um divulgador permanente do ritmo em Santa Catarina, ministrando aulas e cursos, organizando milongas e práticas, promovendo workshops com vários professores convidados.
 
Tem participado como professor de tango de importantes eventos de tango e como dançarino e coreógrafo de diversos grupos e eventos. No tango, a sua pesquisa didática e técnica tem sido permanente, estudando com vários professores de renomada qualidade. Até hoje participa continuamente em diferentes cursos e workshops com importantes professores. 
 
Sobre o Tango
 
O tango é uma cultura surgida no século XIX na região do Rio da Prata (Uruguai e Argentina) e também no sul do Brasil, que tem se estendido ao mundo inteiro, sendo declarado pela Unesco Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, desde 2009.
 
Nos seus inícios, foi uma manifestação cultural de origem afro, sendo música e dança praticada pelos escravos africanos e seus descendentes. Posteriormente, foi se produzindo uma miscigenação de ritmos e estilos musicais, com a influência de índios e imigrantes europeus, ao longo de todo o século XIX, que foram dando forma e identidade ao tango atual.
 
Hoje em dia, o tango continua sendo uma dança e música praticada popularmente em todos os países do mundo. Ao mesmo tempo, tem expandido seu horizonte artístico, e alcançado um alto nível técnico no mundo da cultura, sendo sua música executada até pelas maiores orquestras sinfônicas e filarmônicas do mundo e sua dança executada pelas maiores companhias de dança do mundo.
 
Desde as suas origens, o tango teve a característica central de ser uma atividade social, popular e inclusiva, aproximando pessoas de diferentes culturas e realidades sócio-econômicas, assim como favorecer as relações inter geracionais, incluindo pessoas de todas as idades e profissões. 
 
O Tango Social, a diferença do Tango Espetáculo, é uma atividade que pode ser praticada por qualquer pessoa, trazendo múltiplos benefícios para quem o pratica.
 
Os benefícios podem ser comprovados em diferentes aspectos: para o corpo, desenvolvendo uma atividade física prazerosa que combate o sedentarismo e melhora diversos parâmetros: força, equilíbrio, postura, capacidade cardiovascular, entre outros; benefícios sociais, favorecendo a interação positiva entre pessoas e a formação de novos círculos de amizade; benefícios emocionais, combatendo a ansiedade, o stress, a solidão e a depressão; e benefícios mentais, já que vários estudos científicos têm comprovado que, ao estimular novos aprendizados com a prática do Tango, se favorece a atividade cerebral e a coordenação mente-corpo, prevenindo o envelhecimento e a aparição e avanço de doenças tais como o Parkinson e Alzheimer.
 

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC