Redes Sociais:
Buscar por:

::Mais notícias::


Gambiarra Sonora é o tema da nova exposição do Museu da Imagem e do Som

Quarta, 06 de Setembro de 2017
A “gambiarra”, na linguagem popular, é entendida como sinônimo de algo improvisado, ou fabricado com materiais não convencionais. Muitas vezes, é a capacidade de resolver as coisas não pelo modo esperado, mas pelo possível. A nova exposição do Museu da Imagem e do Som (MIS/SC), Gambiarra Sonora, aborda esse tema, apresentando objetos musicais feitos na gambiarra, que tanto ressignificam a função original das coisas como dão ao instrumento um toque especial, uma sonoridade única, atribuindo-lhes mais importância afetiva e histórica, além de promover o reaproveitamento de materiais descartados. A abertura será no dia 13 de setembro, às 19h, e a visitação gratuita segue até 15 de outubro.
 
Muitos desses objetos presentes na mostra foram apresentados no I Festival Gambiarra Instrumental, realizado pelo MIS/SC em maio deste ano, e outros se somaram durante a pesquisa para a exposição. Fazem parte da exposição os seguintes criadores: Alexandre Venera (diversas pesquisas eletroacústicas); Bruno Solive (flauta de PVC); Clayton Balduíno (claricano); Bagé Bluesman (Violata!, Box Guitar 3 cordas, Box Guitar 6 cordas, Skate Guitar 6 cordas, e Suitcase Bass 4 cordas); Emanuel de Souza Pereira (washboard); Freitas (Trutruka); Lucas Sielski Kinceler (conecsom); Marcelo Santos Portela em parceria com o luthier Sidnei Vidal (enRabecador); Murilo Bento (MousEbow); Paulo Andrés de Matos Villalva (violatão, Blue Box, Violata); Polo (diversos instrumentos); Rodrigo Ramos (Espelho Sonoro); e Saulo Castilho (Bassoura). 
 
Numa parceria com o Museu do Lixo da COMCAP, serão expostos, ainda, instrumentos tradicionais que foram descartados na Grande Florianópolis, sendo recolhidos pela Companhia e inseridos posteriormente como acervo do Museu. A dupla Neiciclagem e Reci Clayton realizará uma instalação com materiais descartados compondo o título da exposição no melhor design gambiarra.
 
Seja para baratear os custos ou pensando nas questões ambientais envolvidas, a Gambiarra deve ser valorizada como manifestação cultural. “O Brasil é um dos países que mais recicla, mas o sistema é muito mais voltado à reutilização da matéria bruta do que à inovação e reinvenção dos materiais”, diz Bagé/Bluesman, um dos participantes da exposição. 
 
Na abertura da exposição alguns criadores dos instrumentos e objetos sonoros realizarão uma pequena jam session demonstrativa. Faz parte da agenda da exposição uma oficina de Construção de Gambiarras Sonoras, aberta ao público, que ocorrerá em data a definir; além de uma nova edição do Papo Museal, dessa vez sobre “Design da Gambiarra”, marcada para 27 de setembro, das 19h às 21h. “Papo Museal” são rodas de conversa informais que têm o propósito de discutir questões contemporâneas relacionadas aos museus e a espaços afins.
 
Serviços:
 
O quê: Exposição Gambiarra Sonora
Abertura: 13 de Setembro de 2017, às 19h
Visitação: de 14 de setembro a 15 de outubro, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Onde: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita
 
O quê: Papo Museal #2 - Design da gambiarra
Quando: 27 de setembro de 2017, das 19h às 21h
Onde: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC)
Evento gratuito, com emissão de certificado de 2 horas.
 
O quê: Oficina de Construção de Gambiarras Sonoras
Quando: data a confirmar
Local: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC)
Evento gratuito, com emissão de certificado de 2 horas.
 
Mais informações pelo e-mail agendamentomis@fcc.sc.gov.br ou telefone (48) 3664-2653.

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC